Fórum Estadual do Acre

  • Noticias

  • Agenda

  • Biblioteca

  • Contato

Notícia

31/07/2017 16:46:23 - Atualizado em 01/08/2017 09:00:37


Acre aprova plano para financiar ações de combate ao trabalho infantil

Resolução foi publicada no Diário Oficial na sexta (28)

O Acre aprovou plano para que sejam aplicados recursos nas estratégias do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI) no período de junho a dezembro deste ano. A resolução nº17 foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) na sexta-feira (28) e entra em vigor a partir da data publicação. O trabalho deve ser desenvolvido pelo Conselho Estadual de Assistência Social do Acre (Ceas-AC).
 
O objetivo, segundo a resolução, é dar continuidade ao trabalho que já é feito e usar os recursos federais para elaborar novas estratégias e acabar com esse tipo de violação de direitos no estado. Para criar plano o órgão levou em consideração o Sistema Único de Assistência Social (Suas). Esse é o órgão responsável por determinar o financiamento aos estados com maior incidência de trabalho infantil.
 
Em fevereiro deste ano, um levantamento feito pelo Fórum Nacional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil (FNPETI) apontou que o Acre ocupava a oitava posição no número de ocupação de crianças e adolescentes com idades entre 5 e 17 anos. Dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) feita pelo IBGE em 2014 revelam que do total de crianças e adolescentes acreanas, ao menos 9,7% exerciam algum tipo de ocupação.
 
Já em março, um relatório do Cenário da Infância de 2017, elaborado pela Fundação Abrinq, mostraram que o Acre possui mais de 130,8 mil crianças com idades entre 0 e 14 anos em situação de pobreza. Trata-se de uma proporção de 54% em relação a toda população acreana nessa faixa etária. Os números dizem respeito ao ano de 2015 e foram divulgados em março deste ano.
 
 
 

Fonte: G1 Acre


Deixe seu comentário

Login

Comentários (0)

Destaques

Governo paralisa combate a trabalho infantil e escravo

Recursos acabaram na semana passada; entidades de defesa de direitos pedem audiência com ministro do Trabalho

Igreja é condenada a pagar R$ 100 mil a jovem por exploração de trabalho infantil durante 3 anos

Jovem trabalhava das 7h às 23h entre 2012 e 2015 em igreja em João Pessoa

Produção acadêmica contribui para enfrentar o trabalho infantil

Conheça trabalhos realizados por pesquisadores da Universidade Federal da Paraíba sobre inserção precoce no trabalho

Governo veta prioridade para metas do PNE no orçamento de 2018

Para FNPETI, decisão compromete a redução do trabalho infantil e agrava exclusão escolar