Fórum Estadual de Alagoas

  • Noticias

  • Agenda

  • Biblioteca

  • Contato

Notícia

01/07/2018 06:45:03 - Atualizado em 05/07/2018 16:07:52


Jovens do Cras orientam sobre danos do trabalho infantil

Foi com a peça ‘Adolescentes no Semáforo’ que o grupo de teatro do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Selma Bandeira

Foi com a peça ‘Adolescentes no Semáforo’ que o grupo de teatro do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Selma Bandeira – equipamento social da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), no bairro Benedito Bentes – trabalhou o enfrentamento ao trabalho infantil com crianças que fazem parte do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) da Instituição Juvenópolis. A apresentação aconteceu nessa quinta-feira (14) e o tema foi em alusão ao Dia de Combate ao Trabalho Infantil, comemorado mundialmente no último dia 12.

Trabalhando em cada mês um assunto novo, o grupo de teatro do Cras Selma é todo formado por adolescentes e escolheu o tema em alusão a data comemorativa. Para apresentar a peça, o grupo se comprometeu a aprimorar o espetáculo e tiveram que ensaiar por algumas semanas antes do começo das apresentações.

Antes de começar a peça teatral, a pedagoga Katiana Menezes introduziu o assunto do trabalho infantil para as crianças e também apresentou não só o grupo teatral, mas também explicou como funciona o Cras Selma e quais são os serviços oferecidos pelo Centro de Referência.

semas-cras-selma-bandeira-grupo-de-teatro-4Segundo a pedagoga, as crianças conseguiram captar a mensagem repassada através do teatro, de que é proibido trabalhar durante a infância. “Nós sabemos que a realidade de muitos é essa, em que começam a trabalhar nos semáforos para ajudar suas famílias, mas eles não podem e nem devem. Ao final, as crianças puderam questionar sobre o assunto, então tiramos várias dúvidas e também os orientamos sobre o que fazer caso eles se encaixassem na situação”, disse Katiana.

Ainda de acordo com a pedagoga, o grupo de teatro beneficia os dois lados: os atores e os expectadores. “Graças ao teatro, esses adolescentes começaram a interagir mais, se dedicam e acabam se aprofundando mais sobre o assunto, o que é ótimo! E para as crianças que estão assistindo, é um momento de lazer com educação, onde de forma dinâmica e interativa elas conseguem refletir e questionar sobre o que foi dito”, complementou.

Os adolescentes ainda pretendem levar a peça para outros Centros de Referência e para a Escola Municipal Selma Bandeira, fazendo com que mais pessoas sejam orientadas sobre os danos do trabalho infantil. O grupo de teatro do Centro de Referência Selma Bandeira se reúne todas as terças-feiras, no período da manhã e da tarde. O Cras está localizado na Quadra P, s/n, Conjunto Selma Bandeira (após a Base Comunitária da PM).

Amanda Falcão (estagiária) / Ascom Semas

 

Fonte: SEMAS/MACEIÓ


Deixe seu comentário

Login

Comentários (0)

Destaques

FNPETI realiza última plenária do ano

Encontro sucedeu oficina para discussão sobre participação de adolescentes com integrantes da rede do Fórum

Participantes de Seminário Nacional divulgam Carta de Brasília pela Erradicação do Trabalho Infantil

Documento conclama a necessidade de eliminação das piores formas de trabalho infantil, entre outros pontos

CONTAG repudia proposta de modalidade de ensino à distância no campo

Educação do campo precisa acontecer no campo e com currículos escolares ajustados ao contexto e à realidade dos povos do campo

MIEIB lança nota pública em defesa da democracia e dos direitos humanos

Nota refere-se ao contexto das eleições para Presidência do Brasil