Fórum Estadual de Alagoas

  • Noticias

  • Agenda

  • Biblioteca

  • Contato

Notícia

30/10/2018 12:21:10 - Atualizado em 30/10/2018 16:59:24


FINADOS: PREFEITURA REFORÇA COMBATE AO TRABALHO INFANTIL

O plano de ação conjunta foi finalizado em reunião coordenada pela Procuradoria Geral do Município.

Finados: Prefeitura reforça combate ao trabalho infantil

Os trabalhos de prevenção e enfrentamento ao trabalho infantil no período de finados em Maceió ganham reforço a partir desta segunda-feira (29), quando as equipes da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) visitam cemitérios para orientação dos trabalhadores e da população que frequenta o espaço sobre os riscos do trabalho infantil. Esta ação faz parte do trabalho conjunto de vários órgãos municipais e de defesa dos direitos da criança e do adolescente para combater esta prática nos cemitérios públicos da capital.

O plano de ação conjunta foi finalizado em reunião coordenada pela Procuradoria Geral do Município. “Construímos um plano de ações com medidas que serão adotadas pela força-tarefa no dia que antecede e no Dia de Finados em Maceió. Está sendo disponibilizado um grande contingente de profissionais do Município, com a colaboração dos Conselhos Tutelares, para trabalhar no enfrentamento do trabalho infantil. Vai ser um trabalho intensificado no sentido de coibir toda essa prática nociva à criança e ao adolescente”, destacou o procurador do Município que coordenou a construção do plano de ações, Thélio Leitão.

As ações planejadas contam com o envolvimento das Secretarias Municipais de Assistência Social (Semas), de Desenvolvimento Sustentável (Semds) e de Segurança Comunitária e Convívio Social (Semscs), da Procuradoria Geral do Município e dos Conselhos Tutelares de Maceió.

A secretária de Assistência Social de Maceió, Celiany Rocha, destaca a importância da participação não apenas do poder público neste combate. “A população é peça fundamental neste combate, uma vez que deve se conscientizar de não comprar produtos ou contratar serviços ofertado por crianças”, reforçou a gestora.

A partir desta segunda-feira, as equipes do Serviço Especializado em Abordagem Social da Semas vão percorrer os cemitérios onde farão trabalho de orientação e conscientização com trabalhadores e pessoas que transitam pelo espaço, informando os riscos do trabalho infantil nos dias que antecede o dia de Finados.

Já no dia de Finados, a ação de combate ao trabalho infantil nos oito cemitérios da capital terá a participação de profissionais da Abordagem Social, das Ações Estratégicas do Peti, fiscais de postura e da Guarda Municipal.

semas-cemiterios-combate-trabalho-infantil

Órgãos municipais e de defesa da criança e do adolescentes articulam plano conjunto de combate ao trabalho infantil para o Dia de Finados (Foto: Ascom Semas)

Para o coordenador de Cemitérios da Semds, Rogério Dias, a expectativa é de que este ano se consiga coibir o trabalho infantil nos cemitérios. “Estamos otimistas no sentido de que vamos conseguir combater o trabalho infantil deste Dia de Finados, quando há um grande volume de pessoas circulando pelos cemitérios públicos de Maceió. Já houve um cadastro e trabalho de conscientização dos ambulantes que estão autorizados a trabalhar no dia 2 de novembro e estão devidamente conscientes de que não poderão utilizar crianças para a venda de qualquer produto tanto na parte interna quanto externa dos cemitérios de Maceió”, disse.

Ainda dentro da ação, a Semscs orientou os ambulantes que estão cadastrados para o comércio no entorno dos cemitérios. Na última sexta-feira (26), quando as permissões foram entregues, os ambulantes receberam orientação sobre os danos do trabalho infantil e assinaram um termo de compromisso, sob pena de terem seus produtos apreendidos e até mesmo o descredenciamento, caso fomentem esta prática.

No dia 2 de novembro, a fiscalização de posturas vai vistoriar o entorno de todos os cemitérios da capital. O titular da Semscs, coronel Ivon Berto, destaca a realização de um trabalho preventivo e de orientação para atendimento à legislação. “Nosso trabalho também é de orientação a esses ambulantes sobre a importância da acessibilidade e mobilidade para as pessoas que vão ao local homenagear seus entes queridos que já partiram. Orientamos, inclusive, para conscientizá-los sobre a erradicação do trabalho infantil”, ressalta.

--------------------------------------------------------

Para coibir o trabalho infantil no Dia de Finados,  equipes de Serviço de Abordagem Social(Seas) dos Centros de Referência Especializado de Assistência Social(Creas) estão visitando os cemitérios da capital conscientizando os administradores, vendedores ambulantes e a população em geral. Nesta segunda-feira (29), foram visitados os cemitérios da Piedade e São José, localizados nos bairros do Prado.

Segundo a secretária municipal de assistência social,  Celiany Rocha, nesta data, várias crianças são encontradas trabalhando com vendas de produtos nas proximidades e nos cemitérios. “Por isso é muito importante conscientizarmos antecipadamente os administradores de cemitérios, ambulantes e pais. Conversamos até mesmo com as crianças sobre os riscos do trabalho  infantil,  para que também se comprometam no combate a  essa prática, a fim de que  crianças e adolescentes fiquem fora de qualquer ambiente que os remetam a trabalho ou tarefas em troca de remuneração”, destacou.

visita-seas-cemiterio

Técnicos da Abordagem Social falaram sobre importância do combate trabalho ao infantil e como denunciar. Foto: Ascom Semas

De acordo com a assistente social do Seas do Creas Orla Lagunar, Jeane Lima, as visitas têm o objetivo de observar e monitorar a incidência de casos de trabalho infantil para que crianças e adolescentes saiam dessas condições e tenham acesso às políticas públicas. “Nessa região o trabalho de crianças e adolescentes nos cemitérios é algo cultural. Viemos conscientizar as pessoas de que o trabalho infantil só tem pontos negativos e até nocivos à saúde, interferindo no desenvolvimento das crianças e dos adolescentes”, ressaltou.

Para o administrador do cemitério da Piedade, Lúcio Flávio, é muito importante esse tipo de conscientização. “Vamos trabalhar em conjunto para tentar coibir o trabalho infantil. Vamos solicitar também a presença dos Conselheiros Tutelares da Região II, porque eles têm o poder de abordar crianças e adolescentes em situação de trabalho infantil e tomar as medidas cabíveis. É também muito importante o apoio da Guarda Municipal, especialmente nesses dias”, colocou.

Na próxima quarta-feira (31) , as equipes de Abordagem Social do Creas Jatiúca também visitarão os cemitérios do Jaraguá, Ipioca e Riacho Doce.

Vanessa Napoleão/ Ascom Semas

Fonte: SEMAS/MACEIÓ


Deixe seu comentário

Login

Comentários (0)

Destaques

FNPETI realiza última plenária do ano

Encontro sucedeu oficina para discussão sobre participação de adolescentes com integrantes da rede do Fórum

Participantes de Seminário Nacional divulgam Carta de Brasília pela Erradicação do Trabalho Infantil

Documento conclama a necessidade de eliminação das piores formas de trabalho infantil, entre outros pontos

CONTAG repudia proposta de modalidade de ensino à distância no campo

Educação do campo precisa acontecer no campo e com currículos escolares ajustados ao contexto e à realidade dos povos do campo

MIEIB lança nota pública em defesa da democracia e dos direitos humanos

Nota refere-se ao contexto das eleições para Presidência do Brasil