Fórum Estadual de Alagoas

  • Noticias

  • Agenda

  • Biblioteca

  • Contato

Notícia

08/02/2019 17:51:06 - Atualizado em 08/02/2019 17:52:08


TRT/AL sedia capacitação "Crescer sem Violência" oferecida a integrantes do Fetipat

Entre os profissionais estavam psicólogos, assistentes sociais, estagiárias e educadores da rede de ensino público do Estado.

O Fórum de Erradicação do Trabalho Infantil e Proteção do Adolescente Trabalhador de Alagoas (Fetipat/AL) realizou na quinta (07.02) e sexta-feira (08.02), no Tribunal Regional do Trabalho da 19ª Região (TRT/AL), uma oficina de capacitação para seus membros. Com o tema "Formação Crescer sem violência", o curso teve o  objetivo de disseminar conhecimentos sobre violências sexuais, e o direito à sexualidade sadia de crianças e adolescentes, bem como fomentar a discussão e a troca de informações para torná-los agentes multiplicadores.

    Foram utilizadas várias dinâmicas, com apresentação dos membros do Fetipat pela boneca Felícia e exposição dos mascotes do projeto Crescer sem Violência, Ariel e Dandara. Também foram exibidos vídeos lúdicos da série do projeto com os temas "Que criança é essa?", "Que corpo é esse?" e "Que abuso é esse?".

    Os participantes também receberam material escrito para subsidiar a criação de textos coletivos com a proposta de promover pensamento crítico sobre temas como sexo, gênero, direitos sexuais e direitos reprodutivos, expressão social de comportamentos de homens e mulheres,  visando entender o desenvolvimento psicossexual de crianças e de adolescentes. 

     Foram distribuídos folhetos com instruções para o atendimento às vítimas de violência sexual e dicas e informações para conscientizar a sociedade sobre as várias formas de violência. O material fornece os contatos telefônicos para realizações de denúncias - o "Disque Direitos Humanos", é acionado pelo 100; a Central de Atendimento à Mulher, pelo 180; a Polícia Militar, pelo 190; a Polícia Rodoviária Federal, pelo 191, e o  Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), pelo 192. Há, ainda, a Rede de Atenção às Vítimas de Violências Sexual (RAVVS). Esse serviço está disponível 24 horas e pode ser acionado através dos telefones (82) 0800 284 5415, 3315-2059 e 98882-9752. 

    Na reunião foram apresentados dados do "Disque Direitos Humanos 100", que mostraram que 61% das vítimas de abusos são meninas e que 39% dessas, tem menos de 11 anos de idade. Nesse contexto, foi enfatizado a importância de cada instituição que trabalha na defesa de  crianças e adolescentes. 

    Projeto "Crescer sem violência" é  uma pareceria entre o Canal Futura, o Unicef e Childhood, voltado para o enfrentamento ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes com metodologias próprias de formação de profissionais.

    As abordagens foram realizadas pelas multiplicadoras Jéssica Michelle, Veraleide Nazaré  e por Nelma Nunes, coordenadora geral do Fetipat/AL representante da Secretaria de Estado da Mulher e dos Direitos Humano (SEMUDH). 

Fonte: TRT/AL


Deixe seu comentário

Login

Comentários (0)

Destaques

Mais de 43 mil crianças e adolescentes sofreram acidentes de trabalho nos últimos 11 anos no país

Entre os casos, estão mutilações, traumatismos, intoxicações e fraturas. Também há casos de acidentes fatais.

FNPETI se manifesta contra a extinção da Conaeti – Comissão Nacional de Erradicação do Trabalho Infantil

Nota pública referente ao Decreto nº 9.759/2019, publicado no dia 11 de abril, no Diário Oficial da União.

FNPETI lança nova marca institucional

A nova marca celebra seus 25 anos de atuação pela eliminação do trabalho infantil no Brasil.

Rede Nacional debate ações para o enfrentamento do trabalho infantil no país.

O Brasil tem mais de 2,4 milhões de crianças e adolescentes entre cinco e 17 anos trabalhando, de acordo com dados do IBGE.