Fórum Estadual do Amapá

  • Noticias

  • Agenda

  • Biblioteca

  • Contato

Notícia

08/02/2018 11:56:06 - Atualizado em 08/02/2018 11:56:06


AP foi o estado com menos fiscalizações do Ministério do Trabalho em 2017

Estado também é o que tem o menor número de auditores-fiscais do país. Trabalhadores sem carteira assinada, trabalho infantil e acidentes fatais foram registrados no ano passado

Foto: Divulgação/Ministério do Trabalho
 
O Amapá foi o último estado em número de fiscalizações realizadas pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) ao longo de 2017. Foram identificados trabalhadores em situação irregular, trabalho infantil, acidentes fatais e inserções de aprendizes e pessoas com deficiência no mercado. Ao todo, foram 385 ações de fiscalizações no ano passado.
 
De acordo com o auditor-chefe da Seção de Inspeção do Trabalho, Marcos Marinho, o dado sobre o Amapá no ranking entre os estados é relativo ao número insuficiente de auditores-fiscais que fazem as fiscalizações, que atualmente são 9. O ideal, segundo ele, seria o dobro.
 
“O quantitativo de fiscalizações foi o menor do país, mas nós também somos os últimos em número de auditores. Nos últimos 5 anos fomos o estado que mais perdeu auditores, 52,6% a menos. Teríamos que ter o dobro para ter um contingente para apurar todas as denúncias”, destacou Marinho.
 
De acordo com o auditor-chefe, desde 2012 é solicitada a realização de concurso público para o cargo de auditor-fiscal do trabalho, mas ainda não há previsão de certame pelo MTE.
 
Leia a reportagem do G1 na íntegra clicando aqui.
 
 

Fonte: G1


Deixe seu comentário

Login

Comentários (0)

Destaques

SINAIT comemora 30 anos de existência com seminário

“Seminário Internacional 30 anos da Constituição Cidadã e um ano da Reforma Trabalhista” reúne especialistas em Brasília

Aberta a votação do Eleitor Mirim, onde criança também tem voz!

Programa é realizado em anos eleitorais, com a contribuição de professores

FNPETI participa da cerimônia de posse do Comitê de adolescentes do CDCA

Mais de 30 adolescentes tomaram posse no Conselho do DF

FNPETI participa de roda de conversa com adolescentes e jovens do Programa Primeiro Passo

A importância do voto no exercício da cidadania e o papel dos políticos foram os temas da conversa