Fórum Estadual da Bahia

  • Noticias

  • Agenda

  • Biblioteca

  • Contato

Notícia

08/11/2017 10:28:50 - Atualizado em 08/11/2017 10:28:50


Auditores fiscalizam trabalho infantil em cemitérios de Salvador

Trabalhar em cemitérios é uma das piores formas de trabalho infantil

No dia de Finados (2), auditores fiscais do trabalho e representantes do Conselho Tutelar visitaram quatro cemitérios na Baixa de Quintas, em Salvador, a fim de verificar a ocorrência de trabalho infantil.
 
Segundo o auditor fiscal Antônio Inocêncio, que coordena as atividades de fiscalização de combate ao trabalho infantil na Bahia, o objetivo da ação é, principalmente, sensibilizar as famílias a não contratarem crianças para realizar atividades em cemitérios.
 
Durante a ação foi constatado crianças e adolescentes realizando atividades como limpeza de lápides e túmulos, que são proibidas pela legislação. O trabalho em cemitérios é considerado uma das piores formas de trabalho infantil, conforme o art. 71 do Decreto nº 6481/2008.
 
Os cemitérios serão notificados para apresentarem estratégias de modo que não haja reincidência de trabalho infantil. "Além das famílias, conversamos com os administradores dos cemitérios e ambulantes sobre a proibição de utilizar mão de obra infantil nos cemitérios e em atividades nos logradouros, pois o papel deles é fundamental na erradicação do trabalho infantil ", ressaltou Inocêncio.

Fonte: SRT/BA


Deixe seu comentário

Login

Comentários (0)

Destaques

FNPETI realiza última plenária do ano

Encontro sucedeu oficina para discussão sobre participação de adolescentes com integrantes da rede do Fórum

Participantes de Seminário Nacional divulgam Carta de Brasília pela Erradicação do Trabalho Infantil

Documento conclama a necessidade de eliminação das piores formas de trabalho infantil, entre outros pontos

CONTAG repudia proposta de modalidade de ensino à distância no campo

Educação do campo precisa acontecer no campo e com currículos escolares ajustados ao contexto e à realidade dos povos do campo

MIEIB lança nota pública em defesa da democracia e dos direitos humanos

Nota refere-se ao contexto das eleições para Presidência do Brasil