Fórum Estadual da Bahia

  • Noticias

  • Agenda

  • Biblioteca

  • Contato

Notícia

27/03/2018 10:21:51 - Atualizado em 27/03/2018 10:21:51


Porto Seguro debate trabalho infantil

Cidade sedia o "I Seminário As escolas juntas no enfrentamento ao trabalho infantil”

O direito de ser criança envolve a liberdade, o respeito e a dignidade, estando a salvo de qualquer tratamento desumano, violento, aterrorizante, vexatório ou constrangedor. É dever da família, da escola, da comunidade, da sociedade em geral e do poder público assegurar, com absoluta prioridade, a efetivação destes direitos. Entretanto, embora protegidas juridicamente, a vida de crianças e adolescentes espalhadas pelo mundo encontra-se desamparada.
 
No Brasil, cerca de 2,5 milhões de crianças encontra-se em situação de trabalho infantil, cujos direitos são violados diariamente. Para que se entenda melhor esse problema social é importante construirmos uma visão territorializada, visto que este tipo de exploração possui características diversas, segundo o município ou bairro em que ocorre, o tipo de atividade realizada, os prejuízos que ela acarreta nas crianças e adolescentes e a realidade socioeconômica do local e das famílias, entre outras.
 
Entendendo essa necessidade foi que o Instituto Mãe Terra (IMT) e o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Porto Seguro (COMDICA) propuseram em 2016 a execução do Projeto Filhos da Terra: um despertar para a educação cidadã, financiado pela Fundação Itaú Social. De forma articulada, as duas instituições empreenderam a realização de um Diagnóstico Situacional do Trabalho Infantil no Município, realizado a partir da escuta de 1.165 crianças de 6 a 12 anos de idade, de 81 escolas municipais.
 
Os dados foram apresentados no I Seminário “As Escolas Juntas no Enfrentamento ao Trabalho Infantil”, realizado no dia 10 de Março, no Auditório do SENAC em Porto Seguro. Para o levantamento dos dados e informações, foi aplicada uma metodologia interativa lúdica – contação de histórias, vernissage e baile do futuro - que identificou e caracterizou o trabalho infantil no território (zona urbana, rural e indígena) e as específicas vulnerabilidades vivenciadas pelas crianças que nele vivem, destacou Flaelma Almeida, coordenadora pedagógica do projeto.
 
O evento é uma das ações propostas pelo Projeto Filhos da Terra como contribuição ao Plano Municipal de Enfrentamento ao Trabalho Infantil de Porto Seguro.
 

Fonte: Instituto Mãe Terra


Deixe seu comentário

Login

Comentários (0)

Destaques

Intoxicação por agrotóxicos atinge as escolas rurais

Noventa crianças e jovens, intoxicadas em Goiás em 2013, estão abandonadas, denuncia o então diretor da escola - demitido e silenciado

Comentário Geral nº 19 da ONU recebe primeira tradução em língua portuguesa

Documento disponível para download aborda a elaboração de orçamentos públicos para efetivar os direitos das crianças

FNPETI debate a prevenção do envolvimento de crianças e adolescentes no tráfico de drogas

Grupo de trabalho realizou o primeiro de três encontros na quinta-feira (12)

FNPETI lança campanha #votepelosdireitos no aniversário do ECA

Mobilização chama a atenção para a necessidade de escolher candidatos que tenham compromisso com os direitos humanos, principalmente de crianças e adolescentes