Fórum Estadual da Bahia

  • Noticias

  • Agenda

  • Biblioteca

  • Contato

Notícia

27/03/2018 11:40:46 - Atualizado em 27/03/2018 11:40:47


Jovens promovem mostras de comunicação em bairros periféricos de Salvador

Mostras acontecem nos dias 27 e 28/03, nos bairros do Beiru, Boqueirão, Plataforma e Fazenda Coutos

Os cotidianos de comunidades periféricas de Salvador traduzidos a partir do olhar de seus jovens moradores. Esta é a tônica das peças de comunicação que serão lançadas nos dias 27 e 28 de março (terça e quarta-feira), nos bairros do Arenoso/Beiru, Boqueirão/Nordeste de Amaralina, Plataforma e Fazenda Coutos. Vídeos, fotografias, mostras de áudio e de cartazes integram a coletânea, que passeia por temas diversos como redução de riscos e danos, saúde, cultura e sexualidade. 
 
A comunidade do Arenoso/Beiru conhecerá a produção de seus jovens no dia 27 de março (terça-feira), quando será lançado o vídeo “A Realidade do Arenoso”. O evento acontece às 15h, no Colégio Estadual Norma Ribeiro (Travessa Gilberto Bastos, nº 1, Arenoso). O programa traz entrevistas com moradores locais sobre temas como arte, cultura, futebol e capoeira. A proposta é dar visibilidade às iniciativas desenvolvidas no bairro, conferindo destaque às demandas da juventude local quando o assunto é o acesso aos direitos. “A ideia é mostrar o que o bairro oferece hoje como alternativas para seus jovens e o que ainda precisa ser garantido a esses garotos e garotas”, explica Emilae Sena, educadora da CIPÓ – Comunicação Interativa.
 
Também no dia 27 de março, o bairro do Boqueirão, situado na Região do Nordeste de Amaralina, recebe a mostra fotográfica “O Reflexo do Boqueirão”. A exposição acontece na Associação de Moradores Nova República (Rua 26 de Abril, Santa Cruz), às 14h. Nas fotografias, que serão expostas nos muros da comunidade, jovens mostram o cotidiano local a partir da abordagem de temas como homossexualidade, drogas lícitas e não lícitas.
 
Já a turma de jovens de Plataforma preparou uma instalação artística para expor os cartazes produzidos a partir de técnicas de arte urbana. A mostra acontece também no dia 27 de março, das 14h às 17h, na Associação de Moradores de Plataforma (AMPLA). Os cartazes têm a proposta de sensibilizar a população local para a prevenção de doenças e para o uso consciente de drogas, tendo como ponto de partida a perspectiva da redução de riscos e danos. As/os jovens produtores da mostra farão ainda uma intervenção nas ruas do entorno da Praça São Braz, para convidar moradores e comerciantes a visitarem a exposição.
 
Na quarta-feira (28/03), a comunidade de Fazenda Coutos recebe a mostra itinerante de áudio “Tá no ar Favela FC”. Das 14h às 16h, um carrinho com equipamento de som desfilará pelas ruas do bairro reproduzindo matérias construídas por jovens moradoras/es da comunidade sobre temas diversificados. Os produtos de áudio falam sobre cuidados com a saúde, redução de riscos e danos, além de trazer histórias sobre a fundação do bairro.
 
Programa Corra pro Abraço
 
As peças de comunicação são resultados das formações nas linguagens de vídeo, rádio, fotografia e design, oferecidas no âmbito do Programa Corra pro Abraço, da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS). Em Salvador, as ações com jovens sãorealizadas pela CIPÓ – Comunicação Interativa.
 
Esta é a terceira série de mostras de comunicação promovidas pelas/os participantes do Programa. “Durante as formações, as/os jovens são estimuladas/os a pensarem sobre as diversas questões que lhes tocam, relacionando-as com o contexto local de suas comunidades e com debates sobre a garantia de direitos”, explica Leandro Vilas, coordenador da CIPÓ responsável pelas ações do Corra pro Abraço Juventude na capital baiana.
 
Participam da iniciativa garotos e garotas com idades entre 15 e 29 anos, que vivem em contextos de vulnerabilidade social. Além das formações em educomunicação, o Programa oferece atividades de desenvolvimento pessoal e social, com enfoque nas áreas de identidade, gênero, raça, pertencimento, autoestima, planejamento de vida e redução de riscos e danos.
 
 
SERVIÇO:
 
O quê? Mostra de vídeo “A Realidade do Arenoso”.
Quando? 27 de março (terça-feira), às 15h.
Onde? Colégio Estadual Norma Ribeiro - antigo Colégio Estadual Antônio Sérgio Carneiro (Travessa Gilberto Bastos, nº 1, Arenoso).
 
O quê? Mostra fotográfica “O Reflexo do Boqueirão”.
Quando? 27 de março (terça-feira), às 14h.
Onde? Associação de Moradores Nova República (Rua 26 de Abril, Santa Cruz, Nordeste de Amaralina).
 
O quê? Mostra de design “Tá na Mente”.
Quando? 27 de março (terça-feira), das 14h às 17h.
Onde? Associação de Moradores de Plataforma (AMPLA) e ruas do entorno da Praça São Braz.
 
 
O quê? Mostra itinerante de áudio “Tá no Ar Favela FC”.
Quando? 28 de março (quarta-feira), das 14h às 16h.
Onde? Ruas do bairro Fazenda Coutos III | Partida: Associação de Capoeira Nativos (R. Almeida Junior, nº 59, Fazenda Coutos).
 
 
MAIS INFORMAÇÕES:
 
- Milena Oliveira
Comunicadora | CIPÓ – Comunicação Interativa
Tel.: (71 3503-4477 / 98803-9883 / 99128-4423)
 
- Leandro Vilas Verde
Coordenador do Corra pro Abraço Juventude em Salvador | CIPÓ – Comunicação Interativa
Tel.: (71 3503-4477 / 98187-3769)
                                  
- Trícia Calmon
Coordenadora Geral do Programa Corra pro Abraço
Tel.: (71 3493-3004/71-99207-6975) - Contatos Ascom Corra pro Abraço
 
- Denise Tourinho
Superintendente de Políticas sobre Drogas e Acolhimento a Grupos Vulneráveis (SUPRAD) |Responsável pela gestão do Programa Corra pro Abraço na Bahia, por meio da SJDHDS.
Tel.:  (71 3493-3004/71-99207-6975) - Contatos Ascom Corra pro Abraço 
 


Deixe seu comentário

Login

Comentários (0)

Destaques

12 de Junho: Lançamento da Campanha no Rio de Janeiro é marcado por atividades culturais e participação da sociedade

Realizado no Museu do Amanhã, evento foi aberto ao público e contou com oficinas, apresentações e manifestações culturais

Artigo: 12 de Junho, para além do dia dos namorados

Combater o trabalho infantil exige a decisão do Estado brasileiro em investir em políticas públicas de combate às vulnerabilidades sociais, aponta integrante do FNPETI em artigo para a Carta Educação

ESMPU realiza simpósio sobre trabalho infantil de crianças e adolescentes

Evento discute ações práticas de conscientização, prevenção e combate à exploração do trabalho infantil

FNPETI mobiliza comunidade escolar contra o trabalho infantil

Mais de mil alunos participaram de contação de histórias sobre direitos das crianças