Fórum Estadual de Goiás

  • Noticias

  • Agenda

  • Biblioteca

  • Contato

Notícia

15/10/2014 11:06:51 - Atualizado em 15/10/2014 11:06:51


SRTE/GO interdita frigorífico em Nazário

Dentre os 38 trabalhadores mantidos em ambiente insalubre e perigoso, um deles era menor de idade


A Superintendência Regional do Trabalho e Emprego em Goiás (SRTE-GO), em parceria com o Ministério Público do Trabalho (MPT) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) interditou na última sexta-feira (10), um frigorífico de abate de bovinos na cidade de Nazário – GO, a 73 km da capital do estado.
 
Em um ambiente insalubre e perigoso havia 38 empregados, um deles menor de idade.  Não era fornecido pela empresa água potável nem equipamentos de segurança. Não havia lugar para as refeições, nem o descanso dos trabalhadores. As instalações elétricas estavam com “gambiarras” em vários pontos, existindo um grave e iminente risco de explosões de caldeiras (um recipiente cuja função é, entre muitas, a produção de vapor através do aquecimento da água), entre outras irregularidades.
 
Segundo o superintendente Regional do Trabalho, Arquivaldo Bites, o termo de interdição do estabelecimento elencou 14 situações de desrespeito às normas trabalhistas e que colocavam em risco à vida do trabalhador.
 
O coordenador da operação e auditor fiscal do trabalho, Roberto Mendes, disse que a situação encontrada era péssima.  “O trabalhador fazia suas necessidades fisiológicas e voltava para a área de produção do frigorífico sem lavar as mãos, pois no banheiro da empresa não havia água nem sabão.”
 
Além da interdição, a empresa sofrerá dezenas de autuações por infrações às normas de segurança e saúde no trabalho, especialmente as previstas na Norma Regulamentadora n.º 36.
 
Ação - Como a auditoria fiscal do trabalho encontra repetidas vezes casos semelhantes, a SRTE/GO realizará um seminário para orientar as empresas de frigoríficos, no dia 29 deste mês, das 9h às 18h, no Oliveiras Place, Rua T 36 Q 160, Setor Bueno – Goiânia-GO, com entrada franca.
 
 
 

Fonte: Assessoria de Imprensa/MTE


Deixe seu comentário

Login

Comentários (0)

Destaques

Crianças imigrantes vivem em condições aterrorizantes, diz órgão europeu

Expostas a abusos sexuais e trabalho forçado, elas não têm acesso à educação ou saúde

Cabe à Justiça do Trabalho autorizar artistas mirins, defendem juízes

Ação da Abert no STF que questiona competência da Justiça do Trabalho pode resultar em retrocesso

Fundação Abrinq divulga panorama da infância

Estudo reúne dados sobre a situação da infância e adolescência no Brasil, com informações sobre trabalho infantil

Exploração sexual é recorrente em embarcações da Amazônia

Em entrevista à Rádio Nacional, juíza paraense premiada pelo CNJ lembra que luta contra esse crime precisa envolver toda a sociedade