Notícia

06/02/2015 09:54:28 - Atualizado em 06/02/2015 09:55:36


Parceiros ampliam divulgação dos Programas Trabalho Seguro e de Combate ao Trabalho Infantil

Os dois programas envolvem juízes e desembargadores de todos os 24 Tribunais Regionais do Trabalho do Brasil e incluem cartilhas, palestras e visitas a fábricas.

Parcerias firmadas pelo Tribunal Superior do Trabalho com a Associação Brasileira de Rádio e Televisão (Abert), a TAM Linhas Aéreas S. A. e com a Azul Linhas Aéreas Brasileiras permitiram a veiculação, em TVs abertas de alcance nacional e nas revistas de bordo das empresas, de peças publicitárias de duas ações sociais da Justiça do Trabalho: o Programa de Combate ao Trabalho Infantil e o Programa Trabalho Seguro. "O sucesso das ações promovidas pelos programas deve-se, em grande parte, às parcerias com associações e empresas que, de fato, têm responsabilidade social", afirmou o presidente do TST, ministro Barros Levenhagen, ao receber a edição da Azul Magazine de janeiro deste ano com o anúncio da Campanha Trabalho Seguro.

Os programas são coordenados pelo TST e pelo Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT) com ações que visam a sensibilizar a sociedade para dois graves problemas: a questão dos acidentes de trabalho – que, no Brasil, retiram do mercado 54 pessoas todos os dias por morte ou incapacidade permanente –, e o trabalho infantil, que prejudica a infância e o desenvolvimento do adulto do futuro.

Os dois programas envolvem juízes e desembargadores de todos os 24 Tribunais Regionais do Trabalho do Brasil e incluem cartilhas, palestras e visitas a fábricas. "Mas, a participação da iniciativa privada é essencial na divulgação dessas ações", ressalta Levenhagen.

Em 2014, o TST e o CSJT promoveram a Campanha Trabalho Seguro com o tema "A prevenção é o melhor caminho". Os cinco vídeos, quatro spots de rádio e cartazes da campanha, produzidos pela Secretaria de Comunicação Social do TST, alcançaram todo o Brasil com a distribuição do material para as TVs abertas, rádios e entidades da sociedade civil.

A divulgação nas TVs e rádios foi maciça graças à parceria com a Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão – Abert, que contatou as principais emissoras. A divulgação continuou por meio de anúncio publicado na Azul Magazine, distribuída aos clientes que voaram nas aeronaves da empresa em janeiro.

O Programa de Combate ao Trabalho Infantil também contou com importante parceria em 2014. A Revista da TAM, edição de outubro, foi distribuída nos voos da empresa com anúncio do programa, um alerta à sociedade de que o trabalho infantil pode estar em qualquer lugar, da criança explorada que vende balas em semáforos à adolescente que trabalha como empregada doméstica em casas de família.

Todas as iniciativas não tiveram custos para a Justiça do Trabalho.

Conheça mais sobre os Programas Trabalho Seguro e de Combate ao Trabalho Infantil da Justiça do Trabalho e seus parceiros nos seguintes endereços eletrônicos: http://www.tst.jus.br/web/trabalhoseguro/inicio e http://www.tst.jus.br/web/comissao-trabalho-infantil/inicio.

Fonte: TST


Deixe seu comentário

Login

Comentários (0)

Destaques

Crianças imigrantes vivem em condições aterrorizantes, diz órgão europeu

Expostas a abusos sexuais e trabalho forçado, elas não têm acesso à educação ou saúde

Cabe à Justiça do Trabalho autorizar artistas mirins, defendem juízes

Ação da Abert no STF que questiona competência da Justiça do Trabalho pode resultar em retrocesso

Fundação Abrinq divulga panorama da infância

Estudo reúne dados sobre a situação da infância e adolescência no Brasil, com informações sobre trabalho infantil

Exploração sexual é recorrente em embarcações da Amazônia

Em entrevista à Rádio Nacional, juíza paraense premiada pelo CNJ lembra que luta contra esse crime precisa envolver toda a sociedade