Notícia

02/03/2017 17:00:32 - Atualizado em 02/03/2017 17:06:32


Sexta edição da Descolad@s é lançada em Brasília

Revista é totalmente pensada e redigida por adolescentes

Muita alegria, energia e empolgação tomaram conta do auditório do Museu da República, em Brasília (DF), na última quinta-feira (23/02), quando cerca de 80 adolescentes e jovens se reuniram em uma cerimônia todinha pensada por el@s e para el@s. O foco foi o lançamento da 6ª edição da revista Descolad@s, mas também estavam na pauta a celebração pelos resultados conquistados pelo projeto ONDA – Adolescentes Protagonistas ao longo dos anos e as relações de amizade e parceria construídas pelos meninos e meninas.

O evento foi aberto com dois jovens que participaram da primeira edição da revista contando sobre como surgiu a ideia da publicação e suas histórias até a chegada à sexta edição. “Para fazer uma revista dessa é preciso ter muito espírito investigativo. A comunicação é oportunidade de pensarmos sobre várias coisas que nos acontecem. Ser ativo em comunicação é uma tarefa muito difícil, mas também nos empodera muito”, avaliou Pedro Couto.

“Escrever para a Descolad@s era um desafio imenso. A gente se perguntava o que podia trazer de novo. A gente se envolvia com o tema, pesquisava sobre o assunto. Cada edição ajuda a gente a quebrar preconceito”, completou Raquel Ferreira.

Avaliação da revista 

Na sequência, todos os presentes foram divididos em grupos e convidados e fazer uma breve avaliação da nova edição da publicação. Eles foram provocados a refletir sobre diversos aspectos como, por exemplo, a importância da revista, como utilizá-la melhor e como ela pode contribuir no atual contexto de ameaça aos direitos humanos e de avanço do conservadorismo que estamos vivenciando no país.

As respostas foram várias, desde a importância de se ter jovens escrevendo para jovens até a importância que possui no processo de empoderamento, de fazer o/a jovem se reconhecer no meio em que vive.

Apresentações culturais

Como não poderia deixar de ser, a tarde de lançamento da Descolad@s também teve muita música, teatro, dança, poesia e reconhecimento. Uma das atrações foi a Cia de Teatro Bisquetes, composta por jovens moradores da Cidade Estrutural, região com o mais baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do DF, que trabalham temas relacionados aos direitos humanos nas suas montagens.

Desta vez, com uma apresentação especialmente produzida para a ocasião, as Bisquetes – como gostam de ser chamadas – trouxeram para o centro do debate as pautas trabalhadas na revista e também a correria do dia a dia, além de passagens específicas dos bastidores, como a tão falada senha “bolo de chocolate” para as reuniões aos sábados pelas manhãs.

O poeta, rapper e cientista político Marcelo Caetano comoveu a todos com uma poesia sobre ser negro no Brasil e o MC Nyl de Souza, do Observatório de Favelas, do Rio de Janeiro (RJ), partilhou suas experiências de atuação na comunidade onde vive.

As atrações culturais contaram, ainda, com a apresentação de dança cigana por meninas que moram no acampamento cigano localizado no Distrito Federal e que foram entrevistadas na sexta edição da Descolad@s. “Eu li sobre quem eu sou de verdade e não sobre o que as pessoas falam por aí”, destacou Daiana, uma das ciganas entrevistadas e que dançou lindamente durante o lançamento da revista. Saiba mais sobre a entrevista clicando aqui.

Sobre a Descolad@s

Totalmente pensada e redigida por adolescentes, a publicação aborda temas relacionados a direitos humanos e orçamento público e que afetam e envolvem diretamente os meninos e meninas.

A sexta edição da revista está recheada com matérias sobre comportamento (o uso de aplicativos de relacionamento, por exemplo), política, educação, gênero, sexualidade, entre outros. A capa foi inspirada na entrevista feita com jovens ciganos e que responderam sobre os desafios que seu povo enfrenta diariamente no enfrentamento ao preconceito que sofre há séculos por onde passa.

Da escolha das pautas até a definição do projeto gráfico de cada matéria, @s adolescentes participam de todas as etapas do processo. Mais do que isso, são eles e elas quem tomam as decisões, cabendo aos profissionais envolvidos apenas orientá-los no caminho que escolheram.

A revista Descolad@s é uma das produções que resultaram do projeto Adolescentes Protagonistas, iniciativa do Inesc que conta com o patrocínio da Petrobras. Os exemplares da revista serão distribuídos nas escolas públicas do Distrito Federal. Além disso, em breve, a publicação será disponibilizada para download no site do projeto.

Acesse as edições anteriores neste link

Fonte: Projeto ONDA


Deixe seu comentário

Login

Comentários (0)

Destaques

Crianças imigrantes vivem em condições aterrorizantes, diz órgão europeu

Expostas a abusos sexuais e trabalho forçado, elas não têm acesso à educação ou saúde

Cabe à Justiça do Trabalho autorizar artistas mirins, defendem juízes

Ação da Abert no STF que questiona competência da Justiça do Trabalho pode resultar em retrocesso

Fundação Abrinq divulga panorama da infância

Estudo reúne dados sobre a situação da infância e adolescência no Brasil, com informações sobre trabalho infantil

Exploração sexual é recorrente em embarcações da Amazônia

Em entrevista à Rádio Nacional, juíza paraense premiada pelo CNJ lembra que luta contra esse crime precisa envolver toda a sociedade