Notícia

11/05/2017 12:01:51 - Atualizado em 11/05/2017 12:04:26


Comitê Nacional divulga lista de agraciados do Prêmio Neide Castanha

Prêmio reconhece ações de combate ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes

A Secretaria Executiva do Comitê Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes e os membros da Comissão Julgadora do Prêmio Neide Castanha agradecem a todos que participaram e parabenizam os agraciados da sétima edição do Prêmio.

Abaixo a lista dos agraciados:

Boas Práticas: Centro de Atendimento Integrado 18 de Maio;

Produção de Conhecimento: Província Marista Brasil Centro Norte/Instituto Marista de Assistência Social – IMAS;

Cidadania: Luiz Castro de Andrade Neto;

Comunicação Digital: Karyna Rangel - Canal Girl Power;

Protagonismo de Crianças e Adolescentes: Projeto Assistencial Sementes de Esperança Projeto/PASES - Núcleo de Convivência e Fortalecimento de Vínculos - CRER SER;

Responsabilidade Social - Accor Hotels;

Homenagens especiais

Além dos agraciados nas categorias a Comissão Julgadora irá homenagear Angelica Moura Goulart. Angelica Foi Presidente do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (CONANDA) e secretária nacional de Promoção dos Direitos da Criança e do Adolescente da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, dirigiu por mais de 20 anos a Fundação Xuxa Meneghel, no Rio de Janeiro, atuou também na Rede Nacional da Primeira Infância (RNPI) e no Grupo Gestor da Rede Não Bata, Eduque.

A Comissão Julgadora também homenageia na pessoa de Casimira Benge, o Programa de Proteção do UNICEF no Brasil. 

Neide Castanha

O Prêmio é uma homenagem a Neide Castanha, reconhecida defensora dos direitos humanos que dedicou parte de sua vida a lutar contra a violência a que são submetidas crianças e adolescentes no Brasil. A atuação dessa mulher notável fez dela uma singular referência, no Brasil e no mundo, no que diz respeito ao enfrentamento da violência sexual contra crianças e adolescentes. Participou ativamente do processo de construção do Estatuto da Criança e do Adolescente e da criação do Plano Nacional de Enfrentamento da Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes. Sua atuação foi fundamental no processo de discussão e investigação como membro técnico da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI), que investigou redes de exploração sexual de crianças e adolescentes no Brasil. Foi fundadora e coordenadora do Centro de Referência, Estudos e Ações sobre Crianças e Adolescentes (Cecria) e Secretária Executiva do Comitê Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes.
 
Nova categoria

Além das categorias Boas Práticas, Cidadania, Produção de Conhecimento, Protagonismo de Crianças e Adolescentes e Responsabilidade Social o Prêmio Neide Castanha conta a partir deste ano com a categoria Comunicação Digital, que premia pessoas que produzam conteúdo online e que por meio de estratégias de compartilhamento de conteúdo em suas redes sociais auxiliem e contribuam para o enfrentamento da violência sexual contra crianças e adolescentes. A nova categoria premia os chamados "influenciadores digitais", pessoas que compartilham conteúdo em redes sociais tais com Youtuber, Instagram, Facebook entre outros. O conteúdo deve, como todas as outras categorias, relacionar-se com o tema do enfrentamento à violência sexual e promoção dos direitos sexuais, podendo ser abordado em qualquer área do conhecimento. Foram indicados peças como vídeos, podcasts, textos, imagens, arquivos de áudio, e outras peças de comunicação que promovem coletivamente o debate do tema. 

A Cerimônia Oficial de entrega será realizada no dia 18 de Maio de 2017, às 9h, Plenário 9 da Câmara dos Deputados em Brasília-DF.

Fonte: Faça Bonito


Deixe seu comentário

Login

Comentários (0)

Destaques

IV Conferência Mundial sobre Erradicação do Trabalho Infantil divulga declaração de Buenos Aires

No documento, participantes da Conferência reiteram o compromisso com a erradicação do trabalho infantil

Gigantes da tecnologia não fazem o suficiente para evitar trabalho infantil

Pesquisa sobre empresas de eletrônicos e de carros mostra que existem “pontos cegos” nas cadeias de fornecedores de cobalto

Conanda seleciona adolescentes para participarem de Comitê

Inscrições terminam em 10 de dezembro; a seleção será via internet

Negros são maioria no trabalho infantil

Ao todo, 63% das crianças e adolescentes em situação de trabalho infantil são negros; no trabalho infantil doméstico, esse índice se acentua para 73,5%