Notícia

10/07/2017 15:05:21 - Atualizado em 12/07/2017 10:29:30


Coordenadores do FEPETI-SE aderem à Campanha 100 Milhões por 100 Milhões

Campanha tem o apoio do FNPETI e quer mobilizar 100 milhões de pessoas pelos direitos de 100 milhões de crianças e adolescentes

Os coordenadores do Fórum Estadual de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil em Sergipe (FEPETI-SE) aderiram à Campanha 100 milhões por 100 milhões. Idealizada pelo nobel da Paz Kailash Satyarthi, a iniciativa quer mobilizar 100 milhões de pessoas, principalmente jovens, pelos direitos de 100 milhões de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade e violação de direitos, como o trabalho infantil.

A Campanha é mundial e foi lançada no Brasil em 12 de junho, Dia Mundial e Nacional de Combate ao Trabalho Infantil, com a participação de Kailash. A coordenação no país é coordenada por Daniel Cara, coordenador da Campanha Nacional pelo Direito à Educação, e tem como parceiro temático o Fórum Nacional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil (FNPETI).

A mobilização dos coordenadores foi realizada pela jovem Alanna Mangueira, que participou do lançamento da campanha no Brasil.

De cima para baixo, da esquerda para a direita: Magno Correia, Verônica Oliveira, Maria Júlia Costa Diniz, Conceição Balbino, Antônio Sobrinho, Karla Barbosa e Danival Falcão. 


Deixe seu comentário

Login

Comentários (0)

Destaques

Governo contingencia recursos para fiscalização dos trabalhos infantil e escravo

Para FNPETI, decisão é inaceitável e pode resultar em aumento do número de crianças e adolescentes exploradas no trabalho

As meninas e os objetivos de desenvolvimento sustentável

Publicação da Plan International Brasil amplia olhar sobre questões que afetam a infância

Projeto ONDA: Afeto como direito (trans)formador

Meninas da socioeducação de Santa Maria criam programa de rádio sobre afetividade e discutem transexualidade

27 anos do ECA: Gibi ilustra lei de forma simples e divertida

Conheça o trabalho de Edson Pelicer, ilustrador e arte-educador que torna o ECA mais acessível para crianças e adolescentes