Notícia

08/12/2017 10:57:37 - Atualizado em 08/12/2017 10:57:38


Prêmio MPT na Escola será entregue na segunda-feira

Foram 51 trabalhos classificados para a etapa nacional, dos quais 30 serão premiados em cerimônia em 11 de dezembro em Brasília

O Ministério Público do Trabalho realiza entrega do Prêmio MPT na Escola 2017. O concurso representa o compromisso em favor da infância por meio de trabalhos artísticos produzidos pelas crianças, nas categorias Conto, Curta-metragem, Desenho, Esquete Teatral, Música e Poesia.
 
O concurso reuniu 51 trabalhos de alunos da rede pública do ensino fundamental, classificados na etapa nacional. Entre eles, uma comissão julgadora escolheu os cinco melhores de cada categoria, que serão premiados em solenidade promovida no dia 11 de dezembro, na Procuradoria Geral do Trabalho, em Brasília.
 
Nascido em 2009, no Ministério Público do Trabalho do Ceará, ele é o Prêmio Peteca, que se tornou nacional em 2015, como Prêmio MPT na Escola. Tem como objetivo fomentar a participação de crianças e adolescentes nas ações de mobilização, conscientização e prevenção do trabalho infantil, além de reconhecer e divulgar o resultado produzido pelos estudantes e a dedicação dos educadores envolvidos.
 
Para o procurador do Trabalho Antônio de Oliveira Lima, que coordena o prêmio, “trata-se de uma atividade extremamente importante para romper as barreiras culturais e desmistificar o trabalho infantil, que para muitos setores da sociedade é visto como um não-problema ou como um problema de menor relevância”. Ele destaca que a qualidade dos trabalhos é excelente, “tanto que os avaliadores têm dificuldade para selecionar", reconhece.
 
Esta edição do prêmio contou com mais de 790 trabalhos, dos estudantes de escolas espalhadas por cerca de 185 municípios brasileiros. Aqueles que obtiveram as cinco melhores notas de cada categoria vão receber, como forma de incentivo e reconhecimento, os seguintes valores: R$ 12.000,00 para o 1° lugar; R$ 10.000,00 para o 2° lugar; R$ 8.000,00 para o 3° lugar; R$ 6.000,00 para o 4° lugar; e R$ 4.000,00 para o 5° lugar.
 
Para a procuradora do Trabalho Patrícia Sanfelici, coordenadora nacional de combate à exploração do trabalho de crianças e adolescentes (Coordinfancia), do MPT, "o prêmio MPT na escola, com a adesão cada vez maior de municípios, representa o ápice de um processo profundo de reflexão sobre o trabalho infantil, suas causas e os malefícios dele advindos. Essa reflexão tem um potencial de transformação social imensurável, que certamente contribui diretamente na redução dos índices de trabalho infantil que vem sendo constatados ano após ano", acrescenta.
 
O procurador Antônio de Oliveira Lima, do MPT no Ceará, parabeniza a todas as crianças e aos adolescentes que participaram, e agradece aos professores e familiares que os apoiaram nesse trabalho de enfrentamento e prevenção ao trabalho infantil, na medida em que contribui para conscientizar a sociedade.
Confira aqui o quadro geral dos trabalhos vencedores, com os respectivos municípios e pontuação.

Fonte: MPT


Deixe seu comentário

Login

Comentários (0)

Destaques

PB: 62% das meninas socioeducandas eram trabalhadoras infantis

Pesquisa foi desenvolvida por uma das cinco socioeducandas que são bolsistas do PIBC

Ativistas da Iniciativa 100 Milhões por 100 Milhões manifestam-se sobre ataque à Síria

Em textos, ativistas conclamam às nações que busquem o retorno da paz à Síria por meio de caminhos legítimos

Brasil é líder no ranking de violência contra a criança na América Latina

Pesquisa da Visão Mundial avaliou a percepção da sociedade sobre a violência contra crianças e adolescentes

Organizações reativam Fórum do DF

Coletivo da Cidade e FNPETI articularam reunião. Próximo encontro será no final de abril