Fórum Estadual do Pará

  • Noticias

  • Agenda

  • Biblioteca

  • Contato

Notícia

02/09/2016 13:14:39 - Atualizado em 16/09/2016 10:30:19


Pará lança Plano de Combate ao Trabalho Infantil

Documento é fruto de construção coletiva e vai pautar as políticas públicas no estado

O Fórum Paraense de Erradicação do Trabalho Infantil e Proteção do Trabalho do Adolescente (FPETIPA) lançou, na segunda-feira (29), no auditório do Fórum Cível, em Belém, o Plano Paraense de Erradicação do Trabalho Infantil e Proteção do Adolescente Trabalhador. Em todo o estado, 224 mil crianças estão em situação de trabalho infantil.
 
O Plano Paraense de Erradicação do Trabalho Infantil é um documento inédito no estado e foi construído coletivamente. O Governo estadual chamou os órgãos da esfera estadual, municipal e representantes da sociedade civil para participar dos debates que deram origem ao documento.
 
Os principais articuladores do Fórum Paraense, que ajudaram a elaborar o Plano, são a Secretaria de Estado de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster), Secretaria Estadual de Educação (Seduc), Secretaria Estadual de Justiça e Direitos Humanos (SEJUDH), Fundação de Atendimento Socioeducativo do Pará (Fasepa) e Ministério Público do Estado e Universidade da Amazônia (Unama).
 
Simão Bastos, presidente da Fasepa e do Conselho Estadual dos Direitos da Criança e Adolescente, teve participação efetiva na construção do Plano. De acordo com Bastos, o documento ratifica 20 anos de construções e debates do Fórum Paraense de Erradicação do Trabalho Infantil e Proteção do Trabalho do Adolescente. “Esse direcionar do Plano fará com que todos os interessados que militam na causa possam ter os seus compromissos estabelecidos”, destacou.
 
Durante a entrega do Plano, 15 municípios estiveram representados. Manoel Barbosa, secretário de Assistência Social no município de Gurupá, destacou a importância da mobilização. “Meu município tem uma área rural muito extensa, com mais de 900 crianças e adolescentes em situação de trabalho. É muito importante que o governo do estado esteja chamando a responsabilidade de todos os municípios, com uma disposição coletiva nessa ação de fundamental importância que é a erradicação do trabalho infantil”, disse o secretário municipal.
 
A integração de forças e diretrizes em busca de um mesmo objetivo também foi destacada pelo secretário adjunto de ensino da Secretaria de Estado de Educação, José Roberto Silva. “Esse plano contribui especialmente também para o Pacto pela Educação no Pará”, ressaltou.
 

Fonte: Agência Pará de Notícias


Deixe seu comentário

Login

Comentários (1)

ANDRÉ CORDEIRO

02 de Junho de 2017 às 03:34:28
Onde encontro o arquivo do "Plano Paraense de Erradicação do Trabalho Infantil e Proteção ao Adolescente Trabalhador ? 2016/2019"

Destaques

Governo paralisa combate a trabalho infantil e escravo

Recursos acabaram na semana passada; entidades de defesa de direitos pedem audiência com ministro do Trabalho

Igreja é condenada a pagar R$ 100 mil a jovem por exploração de trabalho infantil durante 3 anos

Jovem trabalhava das 7h às 23h entre 2012 e 2015 em igreja em João Pessoa

Produção acadêmica contribui para enfrentar o trabalho infantil

Conheça trabalhos realizados por pesquisadores da Universidade Federal da Paraíba sobre inserção precoce no trabalho

Governo veta prioridade para metas do PNE no orçamento de 2018

Para FNPETI, decisão compromete a redução do trabalho infantil e agrava exclusão escolar