Fórum Estadual de Pernambuco

  • Noticias

  • Agenda

  • Biblioteca

  • Contato

Notícia

20/10/2016 14:36:11 - Atualizado em 20/10/2016 14:36:12


Pernambuco cria Comissão Permanente de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil

Objetivo é fortalecer as ações de enfrentamento ao trabalho infantil

O governo do Estado de Pernambuco criou, em outubro, a Comissão Permanente de Prevenção e Erradicação do Trabalho (COPETI/PE). De acordo com o governo estadual, a COPETI foi criada para fortalecer as ações de enfrentamento ao trabalho infantil. 
 
A iniciativa partiu da Executiva de Assistência Social (SEAS), da Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ), por meio do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI). O programa seguiu as orientações da Agenda Intersetorial do PETI e da demanda do Ministério de Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA). 
 
A COPETI/PE atuará no âmbito dos programas, projetos, equipamentos e serviços voltados a enfrentar ou prevenir situações de trabalho infantil que repercutam em crianças, adolescentes ou seus familiares.
 
A Comissão vai desenvolver ações em consonância com os eixos das ações estratégicas do PETI: Eixo da informação e mobilização; Eixo identificação de crianças e adolescentes em situação de trabalho infantil; Eixo proteção social para crianças e adolescentes em situação de trabalho infantil; Eixo da defesa e responsabilização, e por último; e Eixo do monitoramento.
 

Fonte: Governo do Estado de Pernambuco


Deixe seu comentário

Login

Comentários (2)

19 de Novembro de 2017 às 09:57:09
Isso mesmo Rayssa!

Rayssa

19 de Maio de 2017 às 17:11:34
Para começar com esse projeto, que tal tirar as crianças e todos as pessoas que vivem na rua no Centro do Recife? Façam valer a nossa constituição:
. É dever da família, da sociedade e do ESTADO assegurar à criança, ao adolescente e ao jovem, com absoluta prioridade, o direito à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao lazer, à profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e à convivência familiar e comunitária, além de colocá-los a salvo de toda forma de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão.

Destaques

PB: 62% das meninas socioeducandas eram trabalhadoras infantis

Pesquisa foi desenvolvida por uma das cinco socioeducandas que são bolsistas do PIBC

Ativistas da Iniciativa 100 Milhões por 100 Milhões manifestam-se sobre ataque à Síria

Em textos, ativistas conclamam às nações que busquem o retorno da paz à Síria por meio de caminhos legítimos

Brasil é líder no ranking de violência contra a criança na América Latina

Pesquisa da Visão Mundial avaliou a percepção da sociedade sobre a violência contra crianças e adolescentes

Organizações reativam Fórum do DF

Coletivo da Cidade e FNPETI articularam reunião. Próximo encontro será no final de abril