Fórum Estadual de Pernambuco

  • Noticias

  • Agenda

  • Biblioteca

  • Contato

Notícia

12/06/2017 17:24:05 - Atualizado em 12/06/2017 17:24:05


Em Recife, panfletagem marca Dia Mundial de Combate ao trabalho infantil

Ação aconteceu na Praça Derby, área central da capital pernambucana

No Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil, 12 de junho, o Fórum Estadual de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil (Fepetipe) realizou uma ação de sensibilização na Praça do Derby, área central do Recife. A Superintendência do Trabalho de Pernambuco (SRT/PE), entidade que integra o Fepetipe, é uma das organizações que participou da atividade.

O objetivo é conscientizar à população sobre os prejuízos do trabalho infantil e desmistificar os argumentos utilizados para justificar o trabalho precoce.

Segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (PNAD 2015) 2,7 milhões de pequenos brasileiros estão no trabalho infantil.  Em Pernambuco existem 109 mil crianças e adolescentes nesta situação. Na região metropolitana do Recife as crianças estão no comércio ambulante, nas feiras livres, nas borracharias e em pequenos estabelecimentos.

Acidentes – De acordo com o Ministério da Saúde, entre 2007 e 2016, 22.349 crianças e adolescentes de 5 a 17 anos foram vitimas de acidentes do trabalho. Nesse período, 552 crianças e adolescentes tiveram a mão amputada, 994 sofreram fraturas do punho e da mão, 631 tiveram traumatismos no tornozelo e nos pés e 200 morreram no ambiente de trabalho.

Lei - A legislação brasileira proíbe todo e qualquer tipo de trabalho, exceto na condição de aprendiz a partir dos 14 anos. Dos 16 aos 18, as restrições são para atividades noturnas (das 22h às 5h), insalubres ou perigosas e que façam parte da lista das Piores Formas de Trabalho Infantil. A lista compreende as atividades prejudiciais à saúde e segurança da criança e do adolescente, como a executada em ruas e logradouros públicos, por expor a vítima aos perigos do tempo, acidentes de trânsito e ainda ao tráfico e a exploração sexual.


Deixe seu comentário

Login

Comentários (0)

Destaques

Governo paralisa combate a trabalho infantil e escravo

Recursos acabaram na semana passada; entidades de defesa de direitos pedem audiência com ministro do Trabalho

Igreja é condenada a pagar R$ 100 mil a jovem por exploração de trabalho infantil durante 3 anos

Jovem trabalhava das 7h às 23h entre 2012 e 2015 em igreja em João Pessoa

Produção acadêmica contribui para enfrentar o trabalho infantil

Conheça trabalhos realizados por pesquisadores da Universidade Federal da Paraíba sobre inserção precoce no trabalho

Governo veta prioridade para metas do PNE no orçamento de 2018

Para FNPETI, decisão compromete a redução do trabalho infantil e agrava exclusão escolar