Fórum Estadual do Rio Grande do Sul

  • Noticias

  • Agenda

  • Biblioteca

  • Contato

Notícia

18/10/2016 15:04:38 - Atualizado em 18/10/2016 15:05:16


Exposição “Um Mundo Sem Trabalho Infantil” chega a Porto Alegre

Lançamento ocorrerá em 24 de outubro, mas acervo estará disponível para visitação a partir desta quarta-feira (19)

A cidade de Porto Alegre (RS) recebe, a partir desta quarta-feira (19), a exposição itinerante “Um Mundo Sem Trabalho Infantil”. Organizada com acervo do Tribunal Superior do Trabalho e parceiros, a exposição chama a atenção, por meio de fotos, painéis, documentos e conteúdo interativo, para chamar a atenção sobre os prejuízos causados pelo trabalho em crianças e adolescentes. 

A iniciativa é do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (RS), com o apoio do Programa Arise, que é uma conjunta da Organização Internacional do Trabalho (OIT), JTI e Winrock International para ajudar a prevenir e eliminar o trabalho infantil nas comunidades produtoras de tabaco. 

O lançamento oficial ocorre na próxima segunda-feira (24), às 15h30,  mas o acervo estará disponível para visitação a partir de 19 de outubro, no segundo piso do Praia de Belas Shopping, em frente à Livraria Saraiva. 

Serviço:
O que: Exposição “Um Mundo sem Trabalho Infantil
Quando: 19 de outubro
Onde: Praia das Belas Shopping, Avenida Praia das Belas, número 1181, Porto Alegre (RS)
 
 


Deixe seu comentário

Login

Comentários (0)

Destaques

Reportagem expõe trabalho escravo em confecções

Programa flagrou mais de 22 fábricas clandestinas explorando trabalhadores em SP

Conheça os vencedores do Prêmio MPT na Escola

Cerimônia aconteceu em Brasília e reuniu premiados em diversas categorias, como pintura, música e teatro

Cláudia Costin: "A educação no Brasil não ensina a pensar"

Coordenadora do Centro de Inovação em Políticas Educacionais afirma que, em educação, o Brasil está estagnado em um patamar ruim

Criança em situação de trabalho infantil morre soterrada

Tragédia aconteceu em Sousa, na Paraíba. Menino de 12 anos pegava areia para vender quando um barreiro deslizou