Fórum Estadual de Santa Catarina

  • Noticias

  • Agenda

  • Biblioteca

  • Contato

Notícia

13/12/2017 12:05:16 - Atualizado em 13/12/2017 12:05:16


TRT-SC distribui material sobre trabalho infantil

Cartilhas produzidas pelo próprio Tribunal serão entregues a estudantes do município de Braço do Norte

Levar a discussão sobre os riscos do trabalho infantil a escolas de Braço do Norte. Essa foi a pauta da reunião entre a juíza Rafaella Messina, auxiliar do Programa de Combate ao Trabalho Infantil e Estímulo à Aprendizagem, e autoridades do município do sul do estado.
 
A magistrada entregou ao prefeito da cidade, Roberto Kuerten, exemplares da cartilha “Trabalho infantil não é brinquedo!” para ser distribuída a alunos do 4º ano do ensino fundamental da rede municipal de ensino. Kuerten afirmou que o tema do combate ao trabalho infantil será tratado em sala de aula pelos professores em 2018.
 
Rafaella apresentou ainda o “Guia do Jovem Aprendiz”, também produzido pelo TRT-SC e que será distribuído em breve para alunos a partir dos 14 anos.
Foi planejada também a aplicação de um questionário com os alunos a fim de conhecer a realidade do trabalho infantil no município. A pesquisa vai tratar de questões como o motivo que levou a criança a trabalhar, se já sofreu algum acidente de trabalho ou se há histórico de trabalho infantil na família, entre outros.
 
Entrega
 
O juiz Leonardo Fischer, que também atua como auxiliar do Programa de Combate ao Trabalho Infantil e Estímulo à Aprendizagem, entregou ao ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), em Brasília, um dos símbolos da causa: um botton em formato de catavento. Fischer também falou sobre a importância da Justiça do Trabalho e das ações desenvolvidas pelo Programa.
 
Criado no Brasil, o cata-vento foi adotado pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) no mundo todo. Suas cores simbolizam o respeito à criança e à diversidade de raça e de gênero. Suas pontas representam todos os continentes e, ao girar, inspiram a geração de energia capaz de mudar a situação de milhões de crianças exploradas como mão de obra em todo o mundo.
 

Fonte: TRT-SC


Deixe seu comentário

Login

Comentários (0)

Destaques

FNPETI realiza última plenária do ano

Encontro sucedeu oficina para discussão sobre participação de adolescentes com integrantes da rede do Fórum

Participantes de Seminário Nacional divulgam Carta de Brasília pela Erradicação do Trabalho Infantil

Documento conclama a necessidade de eliminação das piores formas de trabalho infantil, entre outros pontos

CONTAG repudia proposta de modalidade de ensino à distância no campo

Educação do campo precisa acontecer no campo e com currículos escolares ajustados ao contexto e à realidade dos povos do campo

MIEIB lança nota pública em defesa da democracia e dos direitos humanos

Nota refere-se ao contexto das eleições para Presidência do Brasil