Paraíba

Fórum Estadual de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil e Proteção ao Trabalhador Adolescente na Paraíba – FEPETI/PB

Maria Senharinha Soares Ramalho – Casa Pequeno Davi
E-mail: mariasenharinha@globo.com
Maria Aparecida Pereira da Silva – Fundação de Desenvolvimento da Criança e do Adolescente “Alice de Almeida” – FUNDAC
E-mails: sayda_pereira@hotmail.com ; eixofamiliafundac@gmail.com
Silvia Regina Tavares Eloy – Coordenadoria Estadual da Infância e Juventude do Tribunal de Justiça da Paraíba – COINJU/TJPB
E-mails: sileloy@hotmail.com ; silvia.eloy@tjpb.jus.br
Dalva de Fátima P. da Costa  – Centro Integrado de Ações Comunitárias pela Vida – CICOVI
E-mail: ongcicovi@gmail.com

Situação do trabalho infantil no Estado 

A Paraíba ocupa a 11ª posição no ranking do trabalho infantil na faixa etária de 5 a 17 anos, com uma taxa de ocupação* de 7,2%, segundo análise realizada pelo FNPETI da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua 2016 (PnadC) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Mais informações na publicação “O Trabalho Infantil no Brasil: uma leitura da Pnad Contínua (2016)”

* Considerando o percentual de ocupados em relação à população total da faixa etária.

Características do trabalho infantil nos estabelecimentos agropecuários 

Em 2017, havia no estado da Paraíba 11.034 crianças e adolescentes com menos de 14 anos de idade em situação de trabalho, segundo dados do Censo Agropecuário de 2017. Destas, 8.213 se encontravam ocupadas em estabelecimentos da agricultura familiar, montante que representava 74,4% do total de crianças e adolescentes nesta condição. Na agricultura não familiar, haviam 2.821 crianças e adolescentes trabalhadores, ou 25,6% do total observado. 

Acesse aqui o relatório resumido da publicação “O Trabalho Infantil na Agropecuária Brasileira: uma leitura a partir do Censo Agropecuário de 2017”, referente a Paraíba.